Sinopse: Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) agora são fugitivos e procurados por Jeanine Matthews (Kate Winslet), líder da Erudição. Em busca de respostas e assombrados por prévias escolhas, o casal enfrentará inimagináveis desafios enquanto tentam descobrir a verdade sobre o mundo em que vivem.                                                                                                                           Cassificação: 14 anos                       Duração: 1h59min
Direção: Robert Schwentke
Gênero: Ficção científica e Ação                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     


Se você ainda não assistiu ao filme, é fã da série e está disposto a receber spoiler: continue. Mas lembre: não me responsabilizarei caso você me acuse de exagero em informações porque essa crítica será longa.

Ao longo do processo de construção para o filme Divergente, muitos foram os fãs que ficaram felizes em saber que o maravilhoso mundo futurístico de Chicago viria para as telas, como também foram os inumerosos fãs que consideraram o filme Divergente a pior adaptação do livro. Mas não se desesperem, porque teve como ficar pior e isso tem um nome: Insurgente.

Para quem não sabe, Insurgente começa do ponto onde Divergente acaba e por isso, o livro dá um maior posicionamento sobre o sistema geral das facções. Visto que, no primeiro livro a enfase é jogada para Abnegação, Erudição e Audácia e no segundo livro Franqueza e Amizade. No entanto, é a partir desse momento que as coisas começam a se distanciar.

No filme essa enfase sobre a Amizade e Fraqueza não existe, são poucos os minutos de permanecia e tudo se resume ao momento que eles partem da Amizade e ao momento em que eles chegam na Franqueza, passam pelo soro da verdade e vão embora depois da invasão da Erudição.

Aos que se perguntam "e a cena de retomada à sede da Audácia, acontece?" Não, ela não acontece. E é até compreensivo, pois o tempo de transição entre sedes seria muito mais longo e desgastaria a atenção das pessoas que nunca leram os livros. Então para remendar essa parte do livro, todo o enredo do filme passa a acontecer nos complexos de refugio dos Sem-facção.

Mesmo assim ficou IMPOSSÍVEL de se sentar na poltrona do cinema sem elencar os mais variados erros de cenas, enredo, personalidade e características atribuídas ao filme. Os erros são tão gritantes que causarão exaustão aos leitores fieis da série. Por isso, para que você compreenda melhor os fatos aí vão eles:

_

No filme

Tris a todo momento defende Evelyn 
Evelyn mata Jeanine. 
Quando a mensagem de Edith Prior surge, Jeanine ainda está viva e é a primeira a ver a mensagem. Quando a Amizade abre os portões, TODA a população vai embora para além da cerca. 
Peter salva Tris porque na simulação para a abertura da caixa que contém o vídeo de Edith Prior, ela deve mostrar aptidão para todas as facções e ao demonstrar compaixão (Abnegação) por ele, parte da simulação é concluída e Peter se sente ressentido.
Lynn não morre
Uriah não sabe que é Divergente
Tris passa a ser Divergente de todas as facções
Tobias age por impulso e sem pensar
Christina, Hector e Marlene são induzidos para o suicídio
Tris não tem medo de armas
Marcus aparece uma única vez no incio do filme e no final do filme.
Uma caixa contém todos as revelações sobre o sistema de facções

No livro

Tobias a todo momento defende Evelyn 
Tori mata Jeanine. 
Quando a mensagem de Edith Prior surge, Jeanine está morta.
A Amizade não abre os portões, pois a cena em questão acontece somente no terceiro livro e apenas os divergentes e conhecidos de Tris é que vão embora.
Peter salva Tris porque ela o defendeu durante a invasão da Erudição na sede da Amizade, e ela não sabia que era ele. A caixa não existe no livro.
Lynn morre
Uriah sabe que é Divergente
Tris é Divergente apenas em três facções: Abnegação, Erudição e Audácia
Tobias é "frio e calculista"
Uma garota da audácia, Hector e Marlene são induzidos para o suicídio e Christina junto a Tris salvam dois deles.
Tris tem medo de arma
Marcus é um dos principais para a revelação do segredo sobre o futuro da cidade.
Em um disquete existe uma mensagem para a população divergente.
_

Basicamente o filme gira em torno das simulações aplicadas em Tris e todo o contexto político do sistema das facções não existe ou é mudado. Isso vai deixar a maioria completamente confusa. Como haverá uma continuação do filme sem que haja explicação? WTF?!?! Outro fato a ser mencionado é a incrível semelhança que existe entre Insurgente e Matrix. Na metade do filme eu já não sabia mais em qual dos mundos estava.  

Chega a ser irritante a direção dada para as atrizes Naomi Watts e Kate Winslet. Elas podem fazer muito mais e melhor que o roteiro que lhes foi dado e portanto não foram bem aproveitadas. E se torna patético a transformação de caráter da personagem Peter, fizeram ele parecer altruísta.


Ainda sim, tirando todos esses fatos - antes que se pergunte - existe UMA cena quase fiel ao livro: o soro da verdade. É de arrepiar qualquer um. Outros lapsos fiéis trazidos do livro são os surtos psicológicos que a Tris sofre como também as cenas em que Tris luta com ela mesma, só que o propósito dessa interação é mudado.

Agora, se tiramos o fato que um dia existiu um livro chamado Insurgente, o filme tem tudo para ganhar o coração daqueles que nunca leram o livro ou que sabem distanciar bastante as adaptações recorrentes.

Não posso negar que os efeitos cinematográficos, gráfico de imagem/som e qualidade dão um gostinho de quero mais, mas tudo fica por aí. Muitas das músicas direcionadas para a trilha sonora do filme não foram usadas e os próprios atores (com exceção de Shailene e Theo) não se mostraram comprometidos as personalidades das personagens como no primeiro filme. Assim como, toda a ação e aventura do filme foi reduzida aos trailers e teasers lançados previamente. 

Personagens importantes do livro foram "jogados" no roteiro. Marlene entrou muda e saiu calada do filme, e acabou dando um novo significado a palavra personagem secundário. Uriah e Marcus que são essenciais no livro tiveram a mesma direção: transformaram eles em personagens confusas.

Nem preciso (na verdade preciso sim) mencionar o fato que TODO o final do livro foi mudado e transformado de modo que parecesse com o final de Convergente.

Com certeza isso ainda vai dar o que falar mas não se entristeça porque esse é o resultado de querer transformar um livro de romance, distopia e ficção cientifica em um filme de ação, suspense e ficção cientifica.

Quer ver o filme já tendo lido o livro,vá! Mas assista como se não soubesse da estória, porque até Divergente me causou mais emoção e é mais fiel ao livro.

Nota: 2


Um Comentário

  1. Gostei da análise, realmente há uma diferença gritante. Assistir os dois filmes e fiquei curiosa com o livro e foi uma visão diferente, estou no final de insurgente e ate agora estava ansiosa para saber sobre a caixa.

    ResponderExcluir